Textos

Minha terra
A terra em que eu nasci
Tem um céu azul de anil
Nele, surgem nuvens de algodão
Formando castelo, anjo, dragão.

seu horizonte imenso é belo.
Bem cedo, ainda ao alvorecer,
Fica raiado de mil lindas cores,
Para espiarem o sol nascer.

À noite, o colorido do horizonte,
Lá, onde o sol vai se esconder
Passa um pintor, gênio louco
Pintando o céu a seu bel prazer.

Seu chão é coberto de matas,
Há variedade enorme de flores,
As estradas cortam lindos caminhos
Que enchem de encanto, o viajor.

Seu mar, não sei, se verde ou azul,
Com peixes nadando, de todas as cores
Murmura cantigas cheias de amor
Ou urra, então, cheio de furor.

O seu povo é tão bom e cordato.
Tão bem, recebe, o pobre, o viajor
Na sua grande, enorme maioria,
Tem um coração grande, cheio de amor.

Amo muito, minha linda Pátria,
Nela, eu sempre me sinto muito bem.
Mas, é verdade, que nela existe aqueles
Que, não praticam, nada o bem!...
M Angélica Campos
Enviado por M Angélica Campos em 28/07/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Maria Angélica Campos Bissulle). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: inoc/flickr