Textos

Estrelinhas
A mata está cheia de estrelinhas,
Piscando de lá para cá, de cá para lá,
Brilham e apagam a todo o momento,
Passam toda sua vida a piscar.
Serão estrelinhas que fugiram
Do céu, para na terra, virem brincar?
Parecem fogo fátuo na mata a passear
Brilham um momento, para logo se apagar
Numa ciranda de luz, parecem estar a brincar.
Brincam de esconde-esconde,
Brincam também de pegar
A cada momento se escondem, em algum lugar.
Na escuridão da mata, parece que o céu
Chegou mais perto do mundo, para o abraçar e trouxe
Consigo, filhotinhos de estrelas para passear.
E, lá estão elas, as estrelinhas, miúdas, pequenas,
A rodopiar, dançar, piscar e brincar
Fico,então, bem quieta, a as olhar.
E elas, no seu piscar constante,
Parecem estar de mim a zombar.
Eu não me importo com isso,
E, continuo sempre a as olhar.
Dizem que são pirilampos a brilhar
Mas, eu prefiro assim mesmo, continuar
A vê-las como estrelinhas a brincar.
Você já viram a ciranda viva, alegre,
Das pequenas estrelinhas na mata a brincar?
Vale a pena virem vidas para as apreciar!
E, um mundo de sonho, que vale vivenciar.
M Angélica Campos
Enviado por M Angélica Campos em 22/08/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Maria Angélica Campos Bissulle). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: inoc/flickr